Júlio César, o Cesinha da Vila Luciene

Quem está com a bola toda é Júlio César Vieira dos Santos, o Cesinha da Vila Luciene, funcionário do Detran/ES, lotado na 13ª Ciretran, em Barra de São Francisco/ES. Ele tem sido muito elogiado nas redes sociais pelo trabalho desenvolvido e pela forma com a qual trata as pessoas que constantemente procuram aquele órgão.

Pelas redes sociais são várias as manifestações de elogios e agradecimentos ao funcionário, que procura realizar seu trabalho com eficiência. Segundo as pessoas, ele está sempre de bom humor e pronto para servir o cidadão. “O jeito que ele atende nos dá uma sensação de tranquilidade”, disse Josefa Maria Hernandes.

A atenção e o zelo com que Cesinha trata as pessoas que recorrem ao órgão em busca de uma solução para seus problemas, acaba com aquele mito de que servidor público não trabalha direito, atende mal ao público e está sempre de mau humor. Brincalhão, mas sempre responsável, Cesinha consegue agradar a todos sempre.


Cesinha está sempre pronto para o trabalho

O Sr. José Antônio Correia é um dos que não se cansam de elogiar o trabalho do servidor do Detran. “Não desfazendo dos demais funcionários da Ciretran, que também são excelentes, o Cesinha tem um diferencial. Ele está sempre alegre e pronto para resolver o problema de quem procura o Detran. Que continue sempre assim”.

Talvez a explicação para esse bom desempenho dele no órgão público esteja no fato de que Cesinha sempre esteve em contato com o povo, inclusive na condição de líder comunitário do Conjunto Habitacional Vila Luciene, onde reside há vários anos e sempre procura ajudar aos moradores, reivindicando melhorias para o local.

Colocação da primeira placa do Mercosul na cidade
Além de ser um insistente defensor de melhorias para o seu bairro, Cesinha procura também tornar melhor a vida das pessoas, com realização do Natal Solidário, destinado às famílias mais carentes do bairro, e realização de festas para as crianças das vilas Luciene e Santa Isabel, todo dia 12 de outubro, Dia das Crianças.

Ao ser procurado para comentar os elogios recebidos, Cesinha agradeceu, mas preferiu não comentar, afirmando que está apenas fazendo da melhor forma possível o seu trabalho, para o qual é pago pelo Estado. “Tratar bem e transmitir tranquilidade aos que nos procuram aqui na 13ª Ciretran é obrigação de todos nós”, enfatiza.